Cumbuquinha de ragu com polenta – aproveitando a carne do nosso último post!

Retomando o último post, fiz uma polenta para acompanhar o ragu, que na culinária italiana quer dizer molho feito com carne, mas o sentido acabou ampliando-se para qualquer molho feito com alguma coisa picadinha, como ragu de cogumelos, etc. A palavra ragoût é de origem francesa que significa reviver o sabor. Então, vamos lá!

Como preparar o ragu

Desfie toda a carne utilizada para fazer o caldo, descarte nervinhos e gordurinhas que não te agradem.

Volte para a panela com ½ xícara do caldo pronto, ¼ de xícara de vinho tinto (às vezes substituo o vinho tinto por vinagre https://cumbuquinhas.com.br/e-hoje-vai-dar-caldo/balsâmico), uma lata de tomate pelado já picadinho e deixe apurar o sabor por 15 minutos em fogo baixo.

Regue com um fio de azeite e finalize com umas folhinhas de manjericão e salsinha, ou até mesmo um pouco de orégano desidratado.

 

 

Como preparar a polenta

Faça uma polenta molinha. Para cada xícara de sêmola de milho, utilize 5 xícaras de água, sal, pimenta, parmesão ralado e uma colher (sopa) de manteiga (opcional). Lembrando que uma xícara de sêmola de milho dá aproximadamente 4 porções.

Numa panela, coloque a água fria e o sal. Muitas receitas sugerem ligar o fogo e ir acrescentando a sêmola, mas eu gosto de colocar já no início, levar ao fogo e começar a mexer. Isso vai levar aproximadamente 20 a 30 minutos. Ela estará boa quando estiver desgrudando da panela. Se não ficar bem molinha, acrescente mais ½ xícara de água e mexa até incorporar tudo novamente. Desligue o fogo, verifique e acerte o sal, coloque um pouco de pimenta, queijo parmesão e, por fim, a manteiga.

Ponha numa travessa e sirva com o ragu por cima. Ragoûtez!!

Receba novidades e ofertas exclusivas no seu e-mail

Open chat